Site Autárquico de Beja

Águas residuais: problemas ou oportunidades? com Fátima Nunes de Carvalho

20 - 02 - 2020

10 TEMAS DE CIÊNCIA DO ANO
9ª Sessão do Ciclo de Conferências de Divulgação Científica


SOBRE A CONFERENCISTA

Licenciada em Química pela Universidade de Coimbra (1988), mestre
em Engenharia Sanitária (1999) pela Faculdade de Ciências e
Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa e Doutora na área de
Tecnologias de Tratamento de Águas (2006) pela Universidade da
Extremadura, Espanha.
Em 2015 e, durante oito meses, foi professora visitante no
Department of Civil, Environmental and Geomatics Engineering
(CEGE) da University College of London na realização do projeto
Physic - Chemical removal of Nitogen from Water combined with
Carbon Sequestration. De maio de 2015 a fevereiro de 2019 foi
Coordenadora Nacional da Ação COST ES1405 Earth System Science
and Environmental Management, action marine gas hydrate - an
indigenous resource of natural gas for Europe (MIGRATE)”.
É membro integrado do Centro de Investigação de materiais Fibrosos
e Tecnologias Ambientais FibEnTech da Universidade da Beira
Interior, desde 2014; é também, desde 2018, Colaboradora do Centro
de Investigação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da
Universidade Nova de Lisboa, CENSE – Centro de Investigação em
Ambiente e Sustentabilidade.
Autora de mais de 20 artigos indexados (H-Índex >100), Patentes
Europeias (3), Patentes nacionais (2) Prémios Nacionais (5), Capítulos
de livros (1). Participou em júris de Doutoramento Nacionais e
Internacionais. É também avaliadora de Projetos da Agência da
Inovação (ANI) e da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).
É Professora no Instituto Politécnico de Beja desde 1993 e Professora
Coordenadora com Agregação desde 2018. Desde 2017 é coordenadora
no IPBeja, do Projeto ALT20-03-0145-FEDER-000021 –
HYDROREUSE: Tratamento e reutilização de águas residuais
agroindustriais utilizando um sistema hidropónico inovador com
plantas de tomate.

SOBRE A CONFERÊNCIA

De entre os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU 2
estão relacionados a água: o 6º - necessidade de haver água limpa e
saneamento para todos e o 13º - combate às alterações climáticas. Para
atingir estes objetivos, no que concerne ao recurso água, é necessário
repensar a forma como a utilizamos e criar soluções capazes de
impulsionar a redução do seu consumo, a sua reutilização e a
preservação da sua qualidade.
No que concerne ao tratamento de água, a mudança de paradigma
terá que ser suportada pela investigação e desenvolvimento de
tecnologias capazes de transformar as atuais estações de tratamento
de água em processos autossustentáveis, com recurso a baixa energia
e capazes de gerar produtos comercializáveis, em vez de resíduos e,
desse modo, poupar recursos naturais.
É neste âmbito que se situação a investigação em curso no Instituto
Politécnico de Beja, utilizando processos simples e baratos, capazes de
serem usadas por todos e capazes de transformar águas residuais em
corretivos organominerais e soluções nutritivas aptas para uso
agrícola.