Site Autárquico de Beja

Igrejas e Conventos

ERMIDA DE SANTO ANDRÉ

ERMIDA DE SANTO ANDRÉ De finais do século XV, princípios do XVI, é um edifício que se insere na tradição construtiva gótico-mudéjar. Inserindo-se na tradição construtiva gótico-mudéjar, o templo poderá ter sido construído em finais do século XV ou princípios do XVI, eventualmente sob a acção mecenática de D. Manuel I. É um tipo de construção que encontra alguns paralelismos na região do Alentejo, consistindo em pequenos templos, construídos no exterior das muralhas das povoações. A tradição refere que o templo terá sido fundado por D. ...

Ver mais

IGREJA DE SANTO AMARO

IGREJA DE SANTO AMARO / NÚCLEO VISIGÓTICO DO MUSEU REGIONAL DE BEJA Monumento Nacional Uma das igrejas mais antigas da cidade de Beja, acolhe um projeto museológico que integra uma importante colecção do período visigótico. A Igreja de Santo Amaro é uma das mais antigas da cidade de Beja, apontando muitos autores para uma fundação paleocristã deste templo; estudos mais recentes apontam para uma datação do século X, em plena época islâmica, construída pela comunidade moçárabe de Beja. A igreja foi sofrendo sucessivas remodelações ao longo do tempo, as quais vieram a dar origem ao actual ...

Ver mais

IGREJA DA MISERICÓRDIA

IGREJA DA MISERICÓRDIA Monumento Nacional. Erguida no século XVI a mando do Infante D. Luís, trata-se de um edifício único no panorama da arquitectura portuguesa. Trata-se de um edifício único no panorama da arquitectura nacional. Quando, pouco depois de 1530, o infante D. Luís, duque de Beja, mandou erguer a actual Igreja da Misericórdia, a ideia era fazer uns açougues no topo da principal praça da cidade. O edifício seguia a tipologia das loggia italianas, profundamente influenciado pelo Renascimento italiano. O edifício tinha tal magnificência que o próprio D. Luís o considerou desadequado para a sua função inicial, ...

Ver mais

CONVENTO NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CONVENTO NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO Monumento NacionalO Convento de Nossa Senhora da Conceição foi fundado por ordem dos primeiros duques de Beja, D. Fernando e D. Brites, pais da Rainha D. Leonor e do Rei D. Manuel, e foi um dos mais ricos conventos do sul do país. Nos finais do século XIX e inícios do século XX, a cidade de Beja foi palco de grandes destruições patrimoniais e deste antigo convento sobreviveu apenas a igreja, o claustro, a sala do capítulo e divisões adjacentes. Atualmente, encontra-se ali instalado o Museu Regional de Beja (Museu Rainha D. Leonor) cujo espólio é composto por importantes coleções, destacando-se as ...

Ver mais

CONVENTO DE S. FRANCISCO | CAPELA DOS TÚMULOS

CONVENTO DE S. FRANCISCO | CAPELA DOS TÚMULOS É de fundação franciscana, remontando ao século XIII. A designada ‘Capela dos Túmulos’, que dá para o claustro, é considerada como um importante exemplar da arquitectura gótica em Portugal. É de fundação franciscana, remontando ao século XIII. Existe um documento, datado de 1286, em que um conjunto de autoridades e personalidades de Beja solicitam ao rei D. Dinis autorização para convidarem os monges de S. Francisco a instalarem-se em Beja, tendo a autorização sido concedida e os monges aceite o convite. As obras prolongaram-se para além de 1348. Do ...

Ver mais

IGREJA DE SANTA MARIA DA FEIRA

IGREJA DE SANTA MARIA DA FEIRA Uma das igrejas mais antigas de Beja. Alguns autores levantam a hipótese de ter sido construída no local onde se erguia a mesquita principal muçulmana. Trata-se de uma das igrejas mais antigas de Beja. No local onde hoje se encontra este templo poderá ter sido construída a primitiva catedral cristã, na Antiguidade Tardia, que posteriormente deu origem, na época islâmica, à mesquita principal da cidade. Com a ocupação definitiva da cidade pelos cristãos, no século XIII, os monarcas portugueses terão autorizado a construção de um novo templo cristão, que substituísse a mesquita. Do ...

Ver mais

IGREJA DE NOSSA SENHORA DOS PRAZERES

IGREJA DE NOSSA SENHORA DOS PRAZERES Construída no século XVII, seguindo a arte maneirista portuguesa, possui uma impressionante cenografia interior, já dentro do espírito barroco. Construída no século XVII, junto a uma entrada da cidade aberta na muralha em finais do século XVI ou já no século XVII, seguindo os modelos característicos da arte maneirista portuguesa. Em 1672 o grosso da obra já estaria terminado, de acordo com data inscrita no portal. Por volta de 1680 teve inicio a implementação do ciclo decorativo do interior, que se prolongou por cerca de duas décadas. O projecto ilustra bem já o espírito do barroco ...

Ver mais

IGREJA DE NOSSA SENHORA DE AO PÉ DA CRUZ

IGREJA DE NOSSA SENHORA DE AO PÉ DA CRUZ Igreja do século XVII com características maneiristas, mas com profunda influência do barroco no seu interior. Alguns autores apontam para a existência deste templo em finais do século XV, podendo a primitiva igreja ter sido uma construção do período gótico / manuelino. No entanto, desta altura restam apenas alguns vestígios na abside, pois o edifício actual remonta ao século XVII, conforme o atesta uma inscrição que se encontra na fachada e que comprova que a campanha de obras terá sido concluída em 1669. Trata-se de uma igreja com características maneiristas, mas cujo interior, ...

Ver mais

IGREJA DE NOSSA SENHORA DA PIEDADE

IGREJA DE NOSSA SENHORA DA PIEDADE Situada no interior do Hospital Grande Nossa Senhora da Piedade, mandado construir em 1490 por D. Manuel, Duque de Beja, sofreu profundas alterações ao longo dos tempos. O interior é revestido de talha dourada, sendo de realçar o altar-mor e as grandes telas de escola italiana.

Ver mais

IGREJA DO SALVADOR

IGREJA DO SALVADOR Igreja paroquial de Beja com traça primitiva do período gótico, mas com profundas obras de remodelação e de decoração a partir do século XVI. Integrando uma das quatro igrejas paroquiais de Beja, alguns autores consideram que a de Salvador deveria existir antes de 1300, sendo, consequentemente, a sua traça primitiva do período gótico. Foi erigida nos limites da antiga mouraria, devendo-lhe ter cabido, por isso, importante papel de evangelização da população não cristã de Beja. Sofreu profundas obras de remodelação e de decoração a partir do século XVI, remontando a este ...

Ver mais